Doenças laborais: Quais são e como prevenir ?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
doenças laborais
87 / 100

Doenças laborais são aquelas que são adquiridas pelo trabalhador em decorrência das atividades que exerce. São doenças ocupacionais, profissionais ou do trabalho.

Prevenir é o melhor remédio e existem diversas formas de evitar as doenças ocupacionais. Neste conteúdo, abordaremos quais são as principais doenças laborais, como elas podem afetar a saúde do trabalhador e como preveni-las.

O que são doenças laborais?

Doenças laborais são aquelas que são adquiridas pelo trabalhador em decorrência das atividades exercidas no ambiente de trabalho.

São doenças ocupacionais que afetam a saúde do trabalhador e podem ser causadas por diversos fatores, como esforço físico, exposição a produtos químicos, postura inadequada, estresse e outros.

As doenças laborais podem ser divididas em três grandes grupos: as doenças relacionadas às atividades físicas, as doenças relacionadas às atividades mentais e as doenças relacionadas à exposição a produtos químicos.

Cada um desses grupos de doença laboral tem suas próprias características e pode afetar o trabalhador de maneira diferente.

As doenças físicas, por exemplo, podem causar dor nas articulações ou nos músculos, enquanto as doenças mentais podem causar ansiedade ou depressão. Já as doenças relacionadas à exposição a produtos químicos podem causar problemas respiratórios ou alergias.

Para prevenir as doenças laborais, é importante tomar alguns cuidados no ambiente de trabalho.

Algumas medidas simples, como manter a postura correta durante o trabalho, fazer alongamento antes e depois das atividades físicas e evitar a exposição a produtos químicos nocivos, podem diminuir significativamente o risco de adquirir uma doença laboral.

Quais são as principais doenças laborais?

No mundo de hoje, cada vez mais pessoas passam parte considerável do seu dia em seu emprego. Às vezes, porém, ocupações específicas dão origem a distúrbios médicos como sintomas e sinais clínicos.

Estes distúrbios recebem o nome de doenças laborais. Essas doenças podem ser influenciadas por fatores como a exposição às condições de trabalho ou o contato com substâncias químicas, materiais e agentes bacterianos.

Algumas das principais doenças laborais que afetam os trabalhadores são a asma, doença do túnel do carpo, inflamação dos tendões, problemas de ouvido devido à exposição constante aos ruídos, problemas de ordem psicológica, entre outras.

Asma

A asma é uma doença respiratória que afeta a forma como o seu corpo respira, e pode ser provocada pela exposição a substâncias nos ambientes de trabalho, como poeira, gases, fumos, névoas e pó.

Síndrome do túnel do carpo e outras inflamações

Outro problema comum é a síndrome do túnel do carpo, uma inflamação dos tendões da mão causada por movimentos repetitivos no trabalho.

Além disso, os trabalhadores também podem sofrer de inflamação dos tendões, inflamação das articulações e problemas de ouvido devido à exposição aos ruídos excessivos.

Transtornos psicológicos

Além desses problemas, mais de 20% dos trabalhadores sofrem de problemas psicológicos e mentais devido ao ambiente de trabalho.

Esses problemas podem incluir ansiedade, depressão, stress e desgaste mental, o que se traduz em um aumento no absenteísmo, comprometendo os rendimentos tanto dos profissionais quanto dos empregadores.

Como prevenir as principais doenças laborais?

A profissionalização dos trabalhadores, no que diz respeito às normas e regulamentos de segurança, é um factor-chave para reduzir o número de acidentes e doenças laborais.

Seguir as diretrizes de saúde e segurança no local de trabalho é uma das principais formas de prevenir as doenças laborais.

Os empregadores devem desenvolver e implementar programas de prevenção eficazes. Assim, confira algumas dicas para prevenir as principais doenças laborais.

Invista em segurança do trabalho

A segurança do trabalho e a prevenção de doenças laborais são extremamente importantes para a saúde e bem-estar das pessoas.

É fundamental para os patrões oferecer treinamento de segurança do trabalho e palestras de conscientização aos seus empregados.

Cada empresa tem a responsabilidade de conscientizar os empregados sobre os perigos que podem causar doenças ocupacionais a longo prazo.

Uma palestra de segurança do trabalho, por exemplo, deve abordar temas como equipamentos de segurança, riscos químicos e físicos, procedimentos de limpeza e manutenção..

Além disso, ajudam os trabalhadores a entender melhor seus direitos e deveres,  incentivam a melhora dos métodos de trabalho e motivam os empregados a se envolverem na prevenção de acidentes.

Elabore um plano de vigilância médica

Por meio de um plano contínuo e abrangente de vigilância médica, os empregadores podem identificar precocemente os sintomas de qualquer doença relacionada ao trabalho e tomar medidas apropriadas para evitá-la.

Evite esforço físico intenso e repetitivo

Para prevenir doenças laborais, é necessário ter especial cuidado com esforço físico intenso e repetitivo. Existem algumas medidas que podem ser tomadas para reduzir o impacto dessas condições.

Primeiro, os funcionários devem adotar uma postura correta e apropriada ao manusear objetos pesados. A postura adequada previne lesões causadas por movimentos repetitivos.

Além disso, os funcionários devem ser incentivados a parar regularmente para descansar. Isso ajudará a reduzir o estresse em partes do corpo que estão sendo frequentemente utilizadas.

Por fim, é importante que o empregador ensine aos funcionários como manusear o equipamento adequadamente, minimizando o risco de danos e lesões.

Estresse ocupacional

O estresse ocupacional está se tornando cada vez mais comum e tem afetado negativamente a saúde dos profissionais.

O desenvolvimento de boas práticas, bem como a adoção de políticas internas adequadas, pode ajudar a evitar problemas futuros de saúde e bem-estar.

Por exemplo, a instalação de salas de descanso, a organização do local de trabalho e a implementação de programas de saúde psicológica são maneiras de prevenir o estresse ocupacional.

Além disso, a educação das equipes de trabalho sobre o assunto também pode ajudar na prevenção. Ela ajuda a reconhecer sintomas precocemente, possibilitando o tratamento adequado e a conscientização sobre o Estresse Ocupacional e sua prevenção.

Prevenir para proteger

A saúde do trabalhador é fundamental para o bom desempenho da empresa e, para isso, é vital que os proprietários e as empresas se preocupem em garantir um ambiente seguro e saudável.

Ao controlar os riscos e prevenir as principais doenças laborais, melhora-se a qualidade de vida dos profissionais, pois eles se sentem menos vulneráveis ??aos problemas de saúde relacionados ao trabalho.

Portanto, é necessário implementar um programa de segurança e saúde ocupacional eficiente para que as principais doenças laborais possam ser controladas.

Leia também: