Como saber se você precisa de aparelho ortodôntico

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
aparelho ortodôntico
71 / 100

O cuidado diário com a saúde deve ser sempre um assunto fundamental na vida de qualquer pessoa. Desde cuidados físicos até a saúde mental deve ser observada de perto por qualquer indivíduo.

E um dos cuidados que está atrelado a essas duas áreas da vida é com relação à saúde odontológica. Pois através dela podemos ter uma melhor auto estima, além de diminuir dores e incômodos.

Algumas pessoas muitas vezes parecem não entender a real importância de cuidar da saúde dental e acabam se esquecendo de passar em consultas regularmente para checar se está tudo bem.

E dentre um dos principais problemas que acabam sendo deixados de lado está a utilização de um aparelho ortodontico. Ele que é fundamental para a correção de mordidas, alinhamento dos dentes e outros prejuízos à saúde bucal.

É importante destacar que atualmente existem diversos modelos e tipos de aparelhos ortodônticos, como: os fixos, os móveis, o lingual (ou invisível), de contenção e etc.

Por isso, ao longo deste texto, iremos auxiliar o leitor a entender quais são os principais sinais de quando é necessário adotar um tratamento através de aparelhos ortodônticos.

Os principais pontos que abordaremos ao longo do conteúdo são:

  • Dentes tortos ou encavalados;
  • Espaçamento entre os dentes;
  • Problemas na mordida.

Dentes tortos ou encavalados

Os dentes tortos são aqueles que ficam desalinhados no sorriso, trazendo por muitas vezes insegurança e falta de confiança no momento de falar ou se aproximar de outra pessoa.

Além disso, os dentes tortos acabam dificultando o momento de higiene bucal, aumentando, dessa forma, a possibilidade de aumento de cáries, o mau hálito, a proliferação de bactérias, dentre outros problemas.

Já os dentes encavalados são aqueles que nasceram errado e ficam quase que sobrepostos um ao outro. Dessa forma, não há espaço livre para o crescimento natural daqueles dentes.

Espaçamento entre os dentes

Quando os dentes de uma pessoa estão muito espaçados também pode ser um indicativo de que é o momento de usar um aparelho ortodôntico. Alguns dos motivos para isso ocorrer são, principalmente, a genética e o uso da chupeta ainda quando bebê.

Porém, os dentes separados também podem indicar a existência de uma doença chamada periodontite (que é quando há uma inflamação grave que pode afetar tanto a gengiva quanto o dente).

Dessa forma, em qualquer um dos casos citados, pode haver um problema para o paciente, que pode ser tanto estético quanto funcional.

Problemas na mordida

Esse problema ocorre quando há um encaixe irregular entre os dentes inferiores e superiores. Assim, o desalinhamento na mordida pode resultar em diferentes tipos de problemas, como: a mordida cruzada, a aberta e a sobremordida.

Na mordida cruzada, a arcada dentária de baixo acabando ficando na frente da de cima, o que acaba prejudicando a mastigação. Já na mordida aberta, os dentes inferiores ficam afastados dos superiores, criando um espaçamento entre eles.

E na sobremordida, a arcada dentária superior fica na frente da inferior, porém em uma medida maior que o adequado para aquele indivíduo.

Por isso, a utilização de aparelhos ortodônticos é fundamental para quem se identifica com os sintomas acima, porém, o ideal é procurar um dentista especializado para receber o melhor tratamento.

Leia também: