COMO CONTROLAR UMA CRISE DE ANSIEDADE

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

A reação exagerada do organismo a uma situação desagradável é chamada de ansiedade. O gatilho para essa crise, aquilo que desencadeia o desconforto pode variar de pessoa para pessoa.

Coração acelerado, suor excessivo, tremores pelo corpo, dor no peito, tontura e falta de ar são alguns dos sintomas que se sente normalmente durante o episódio, que pode durar de 15 a 40 minutos em média.

É comum achar que a crise pode durar para sempre ou que você terá de ir para um hospital por conta dos sintomas, mas na maior parte dos casos, a crise é passageira e pode ser aliviada de forma simples.

Observe os indícios que possam sugerir um estado de ansiedade, veja suas reações e intensidade. Só assim você vai saber se é algo momentâneo ou se vem se repetindo com frequência. Você precisa ter essa certeza para tomar providências. Os principais sinais são:

  • preocupação excessiva;
  • medo constante;
  • insegurança;
  • suor excessivo;
  • taquicardia;
  • perfeccionismo;
  • tonturas e vertigens;
  • sensação de falta de ar e dificuldade para respirar;
  • cansaço frequente;
  • náuseas;
  • tremores;
  • tensão muscular;
  • dificuldade para dormir.

Existem algumas técnicas que podem ajudar a controlar sua ansiedade. Tente focar na sua respiração. A hiperventilação faz com que a sensação de desespero aumente. Portanto, procure respirar devagar e de forma tranqüila, desviando a atenção do que está causando a crise.

Procure pensar em coisas, sons, texturas que façam você se sentir bem… e tente relaxar. Ouvir uma música agradável geralmente ajuda. Faça alongamentos, com movimentos circulares nos braços, ombros e pescoço.

Num primeiro momento, insista em cada um dos procedimentos acima. Caso as crises se tornem rotineiras, procure ajuda profissional. O impacto que uma crise de ansiedade pode causar na sua qualidade de vida pode ser perigoso.

TREINE SEU CÉREBRO PARA LIDAR COM A ANSIEDADE

Monitore seus pensamentos – Geralmente quem sofre de ansiedade é pessimista, sempre pensam que algo ruim está prestes à acontecer e por isso temem o futuro. Para controlar essa situação, os especialistas sugerem que, ao invés de você evitar os pensamentos, você crie um “momento da preocupação” e se permita um período pré estipulado para ruminar seus anseios. A psicologia  explica que os pensamentos tendem a murchar se não são alimentados com energia.  Ao acabar o tempo, deixe os demais pensamentos para o próximo dia.

Encontre um propósito – Encontrar sentido para a vida ajudam a lidar com as adversidades. Pessoas que vivem com situação econômica instável, por exemplo, tem mais chance de desenvolverem transtornos de ansiedade, porque perdem o sentido em suas vidas, devido às limitações impostas pela situação financeira.

Isso tem que ser suprido com atividades que mudem essa perspectiva e criem a sensação de que a pessoa é necessária para a vida de alguém. Pode ser cuidar de um enfermo, ou atividade de voluntariado, cuidados com um animal de estimação. Não importa o motivo! Quando você coloca seu foco em algo além da sua vida, esse ato ajuda a tirar você do foco principal, e com isso, diminui a atenção nos seus momentos difíceis.

Atividade física diária e prática de meditação –  A frase “mente sã, corpo são” não é balela. A saúde física e a mental andam lado a lado. Por isso, exercícios físicos regulares aliados a uma meditação consciente podem ajudar (e muito) as mentes ansiosas.

Viva no presente – Ruminar o passado tende a alimentar ainda mais os sintomas de ansiedade. Preocupar-se com o futuro é a mesma coisa. Por isso, concentre-se no HOJE. Simplesmente foque naquilo que você está fazendo no momento. E tente fazer desse momento sua única preocupação.

Ver o lado bom da vida – Pode parecer clichê, mas uma atitude positiva, com foco nos bons momentos é essencial para lidar com a ansiedade. Se algo negativo te chamar atenção, imediatamente busque encontrar algo positivo. Se estiver no trânsito, ligue o rádio e aproveite o momento parado para curtir um som. São os pequenos detalhes que mudam sua perspectiva e podem contribuir para uma crise.

Busque Terapia – É errado pensar que você pode ou deve lidar com tudo sozinho. A ajuda de um profissional se torna um grande aliado na hora de cuidar da sua saúde mental. Ele vai trabalhar para desenvolver habilidades em você de enfrentamento contra a ansiedade, buscando terapias (medicamentosas ou não) que vão ajudar a lidar melhor com o transtorno.

Cura pela alimentação – Quando se fala em ansiedade, as pessoas lembram apenas da Camomila, da Erva Cidreira, do Maracujá…  Mas a erva de são João, o chá de brócolis com alface ou o óleo de prímula são alimentos excelentes e servem para a ansiedade, apesar de ainda serem pouco conhecidos do grande público.

Eles contêm propriedades importantes para o combate da crise de ansiedade e devem fazer parte da sua dieta, caso esteja vivenciando o problema. A aromaterapia com flores de lúpulo ou com lavanda também são indicadas como opção de tratamento natural e podem ajudar no controle das crises, assim como o uso de florais de Valeriana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *