5 Dicas certeiras para evitar a prisão de ventre

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Só quem já teve prisão de ventre sabe o quanto isso é um grande incômodo. E não dá pra negar: quando o intestino não funciona bem, as principais causas estão relacionadas a uma alimentação ruim.

Uma dieta pobre em vitaminas e especialmente fibras, aliada a hábitos alimentares ruins pode sim resultar em uma maior propensão a ter dificuldades para evacuar. É fato que manter uma boa alimentação e bons hábitos comprovadamente melhoram a saúde, evitando problemas como a prisão de ventre, além de muitos outros.

Nesse artigo queremos dar 5 dicas infalíveis para quem quer evitar problemas intestinais. E como já adiantamos, o segredo está na alimentação saudável aliada a bons hábitos.

Evitando a prisão de ventre

Para evitar a prisão de ventre, algumas mudanças no estilo de vida vão fazer toda a diferença. E é essa atitude que vai melhorar não apenas o funcionamento do intestino como o de outros órgãos, trazendo muitos benefícios à saúde em geral.

Todas essas dicas parecem clichês, mas não se engane: são bons hábitos que todos precisam seguir para viver melhor, com mais saúde e disposição.

1- Beba 2 litros de água por dia

Falando especificamente das fezes, beber bastante água ajuda a hidratar as fezes, principalmente quando se consome uma quantidade adequada de fibras durante a alimentação.

As fezes desidratadas têm maior dificuldade de percorrer o intestino, causando incômodo e correndo o risco de causar outros problemas como feridas e até mesmo hemorróidas. Por esses e outros motivos, beba pelo menos 2 litros de água por dia.

2- Consuma mais fibras

As fibras são um elemento muito importante para o bom funcionamento do intestino. Elas estão presentes especialmente nas frutas frescas, vegetais e sementes como a linhaça, chia, gergelim e semente de girassol.

Por serem um tipo de carboidrato resistente à digestão, as fibras servem como alimentos para a flora intestinal, sendo considerados prebióticos. Mas há um alerta: é importante consumir fibras e associar o consumo com uma boa ingestão de água ao longo do dia.

As fibras no nosso organismo precisam dessa ingestão de água, pois o excesso de fibras sem a quantidade de água adequada no organismo pode piorar a prisão de ventre.

3- Consuma gorduras boas

O consumo de gorduras consideradas boas para o organismo funcionam como lubrificante no intestino, o que facilita a passagem das fezes.

Pensando nisso é importante consumir regularmente alimentos ricos em boas gorduras como o óleo de coco, azeite, nozes, castanhas, amendoim, abacate e as sementes de chia e linhaça.

4- Pratique atividades físicas regulares

A prática de alguma atividade física regular é benéfica para a saúde em vários aspectos. Movimentar o corpo estimula a movimentação do intestino, funcionando como um exercício para ele, e assim ajudando a combater a prisão de ventre.

5- Não demore para ir ao banheiro

É muito importante ir ao banheiro logo que sentir vontade. Segurar e prorrogar a evacuação das fezes pode ocasionar mais prisão de ventre, tornando isso um hábito que pode tornar o intestino preguiçoso.

Essas foram algumas dicas simples mas muito importantes para ajudar a evitar a prisão de ventre e garantir o bom funcionamento do intestino.

Receita para aliviar a prisão de ventre

Pensando em aliviar o incômodo causado pela constipação intestinal, um bom remédio natural são vitaminas à base de frutas e fibras.

Essa é uma ótima receita:

• 1 copo de iogurte natural;
• 1 colher de granola;
• 1 fatia de mamão;
• 2 ameixas secas.

Para preparar, basta bater todos os ingredientes no liquidificador e beber em seguida. Tomar essa vitamina todos os dias de manhã é uma boa maneira de garantir o bom funcionamento do intestino.

Manter uma alimentação equilibrada e saudável, e associá-la à prática de atividades físicas é a base para ter mais saúde e evitar problemas como a prisão de ventre.

Vale ressaltar que as causas da constipação intestinal podem ainda estar relacionadas ao efeito colateral de algum medicamento ou outro problema. Caso esse incômodo seja constante, é importante buscar a análise de um médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *