Como se prevenir da gripe no inverno

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Com a chegada do frio, ocorre o aumento de doenças infecciosas como gripes e resfriados. Isso acontece devido às baixas temperaturas e a tendências das pessoas de ficarem mais em locais fechados, facilitando a transmissão.

Crianças e idosos, por terem a saúde mais frágil, são os mais afetados, mas com alguns cuidados é possível minimizar os efeitos e até prevenir a gripe. Veja neste artigo o que você pode fazer para se proteger delas.

Estratégias de prevenção da gripe

A gripe é uma doença causada pelo vírus influenza. Ele atinge o sistema respiratório e possui uma grande capacidade de transmissão. Devido às mutações e transformações que esse vírus sofre a cada ano, o indivíduo pode voltar a apresentar os sintomas e os efeitos da gripe, caso contraia o vírus novamente.

A gripe é transmitida através do contato entre as secreções, tosses e espirros de um paciente que esteja infectado. Apesar da forma de prevenção mais eficiente ser a vacina contra a gripe, existem algumas dicas que podem ajudar a prevenir contraí-la no inverno, época que é mais comum. Veja a seguir:

1. Alimentação e hidratação

Manter um sistema imunológico fortalecido, com uma alimentação equilibrada e hidratação adequada para garantir o bom funcionamento do organismo é fundamental. Dê preferência às frutas, legumes e verduras, que são alimentos ricos em vitaminas e minerais que alteram o funcionamento de nossos anticorpos e nos deixam mais protegidos.

A desidratação da pele acaba deixando nossa região dos olhos, nariz e boca secas, facilitando a entrada desses microrganismos. Por isso, quanto mais você se manter hidratado, mais fortalecida estará suas barreiras protetoras.

2. Mantenha o ambiente arejado e limpo

O vírus consegue se manter vivo no ar em suspensão, por isso, sempre que possível, mantenha as janelas e portas abertas para ajudar na dissipação do vírus. Outra dica importante é limpar superfícies de uso comum, como maçaneta, interruptor, teclado e, até mesmo, celular. É indicado usar álcool ou outro desinfetante para evitar a transmissão através de superfícies contaminadas.

3. Lave as mãos constantemente

Lavar as mãos pode parecer uma atitude simples, mas é muito eficiente na prevenção contra a gripe. Ao chegar a um local, seja no trabalho ou em casa, lave as mãos ou higienize com álcool 70%, eliminando as chances de contrair o vírus ou transmiti-lo a outras pessoas.

4. Evite ficar em locais fechados

Não fique em ambientes fechados com aglomeração. As chances de transmissão do vírus nesses locais aumentam consideravelmente. A baixa circulação do ar e o alto número de pessoas torna esses ambientes extremamente propícios para sua propagação.

5. Consuma mel e própolis

Reforce seu sistema imunológico para se prevenir contra a gripe. Alimentos como mel e própolis podem ajudar no consumo de vitaminas e minerais necessários para manter sua imunidade adequada. Outras dicas que podem ajudar:

● Evite tocar e coçar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies;

● Usar lenço de papel descartável, caso necessário;

● Proteja a boca e o nariz com lenços ao tossir ou espirrar;

● Caso algum familiar tenha contraído o vírus, oriente para que o doente evite sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (até cinco dias após o início dos sintomas);

● Manter limpas as roupas de cama, principalmente cobertores e edredons;

● Lavar, secar e arejar bem as roupas de inverno guardadas por muito tempo antes de serem utilizadas.

Quais os sintomas da gripe?

Não existe nenhum medicamento que cure a doença, apenas o tratamento indicado para minimizar e aliviar os sintomas, que de modo geral, duram entre 7 a 10 dias. Os sintomas mais comuns são:

● Mal-estar;

● Dor no corpo;

● Febre;

● Dor de garganta;

● Dor de cabeça;

● Tosse;

● Secreção nasal;

● Crianças podem ter diarreia, vômito e bronquite.

Qual a diferença entre gripe e resfriado?

A gripe, como dito anteriormente, é uma doença respiratória causada pelo vírus Influenza. Já o resfriado, apesar de também ser uma doença respiratória viral, pode ser causada por diferentes vírus, como Adenovírus ou Rinovírus. Outra diferença entre os dois é que nos resfriados a febre não costuma ser um sintoma, apenas em crianças menores de 5 anos. Seus sintomas também costumam ser mais curtos, durando cerca de 2 a 4 dias. Os cuidados de prevenção são os mesmos que para a gripe.

Quais as outras doenças do inverno?

A gripe e os resfriados não são as únicas doenças que aumentam o número de casos no inverno. Por mudarmos nossos hábitos no tempo de frio, algumas outras doenças podem surgir, como:

● Amidalite: é uma inflamação das amígdalas causada por vírus ou bactérias. Os principais sintomas são dor de garganta, dor ao engolir, febre e mau hálito;

● Asma: bastante comum em crianças, a asma também está presente entre adultos. Ela é uma inflamação do pulmão e das vias aéreas, com sintomas como chiados no peito, tosse e sensação de falta de ar;

● Bronquite: caracterizada pela inflamação dos brônquios, impedindo a chegada do ar aos pulmões. Seus principais sintomas são tosse seca com chiado seguida por tosse com catarro;

● Rinite: uma das doenças alérgicas mais comuns, é causada pela inflamação ou irritação da mucosa do nariz. Os principais sintomas apresentados são espirros, coriza, coceira e entupimento do nariz;

● Dor de ouvido ou otite: ocorre, normalmente, quando o vírus que infectou a garganta migra para o ouvido. Muito comum em crianças;

● Sinusite: inflamação que acomete as cavidades do crânio em torno do nariz, geralmente causada por alergias ou infecções virais e bacterianas que provocam sintomas como dor de cabeça, inchaço nas pálpebras, nariz entupido, secreção nasal e dor nos olhos;

● Pneumonia: pode ser causada por bactérias, fungos ou vírus e é definida como uma infecção aguda dos pulmões. Pode ocorrer quando há falha nas defesas do organismo e pode surgir após uma gripe ou crise das “bronquites fortes”;

● Alergias: são reações causadas por repulsa a tipos de elementos como pelos de animais, mofo, tipos de tecidos, poeiras, perfumes, entre outros. Os sintomas das alergias podem variar e é possível identificar desde um espirro a coceiras e tosses.

Os cuidados de prevenção de contágio e transmissão da gripe, junto com a vacina anual para a doença, são os principais fatores para evitar contrair o vírus. Por isso, não deixe de colocá-los em prática e compartilhar essas informações com seus familiares e amigos!

Referência para criação deste artigoComo fazer dieta – 10 passos

 

0 resposta em “Como se prevenir da gripe no inverno”